Queda capilar: conheça as principais causas e como prevenir.

Há quem diga que o cabelo é sinônimo de beleza, identidade, estilo e autoafirmação. Mas, além da questão estética, o mesmo exerce diversas funções, como proteger a pele contra os raios solares, reduzir o atrito com a pele, proteger orifícios e, em algumas áreas do corpo, o mesmo tem função tátil e de sensibilidade.


De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o cabelo chega a crescer, em média, 1cm por mês. E, em um ciclo saudável, cerca de 100 a 200 fios de cabelo caem por dia. Contudo, alguns fatores podem ocasionar a sua queda excessiva, sendo necessária a ajuda de um médico dermatologista para investigar e tratar o quadro.


Se você quer saber quais as principais causas e como prevenir a queda de cabelo por meio de uma alimentação mais balanceada, continue a leitura e informe-se.


5 Principais causas da queda de cabelo

Como dito anteriormente, diversos fatores podem ocasionar a queda capilar, como fatores genéticos, má alimentação e estresse. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um?


Genética

A calvície ou alopecia androgenética é uma causa genética que pode afetar tanto homens quanto mulheres. No entanto, o problema acomete mais a população masculina, devido a mesma estar associada à presença da testosterona, hormônio masculino. Normalmente, a calvície costuma se desenvolver durante a adolescência, mas na maioria dos casos, só se torna visível por volta dos 40 ou 50 anos.


Má alimentação

Pessoas que possuem dietas muito restritivas ou pobres em nutrientes, vitaminas e minerais, são mais propensas a terem quedas capilares, devido os mesmos serem grandes aliados dos fios, ajudando-os a manterem um crescimento mais forte e saudável.


Estresse

Situações que ocasionam estresse e ansiedade, como problemas pessoais ou profissionais, período pós-parto, infecções, pneumonia, gripe, sinusite ou cirurgias, implicam diretamente na alteração hormonal, podendo levar a uma condição chamada eflúvio telógeno, que se caracteriza pelo aumento na queda dos fios.


Uso contínuo de medicamentos

Muitos remédios possuem como efeito colateral a queda de cabelo, mas a gravidade do mesmo depende da dose, tipo de medicamento e da sensibilidade de cada pessoa. Os remédios que mais se destacam são antidepressivos, inibidores de apetite presentes em fórmula para perda de peso, estatinas, antivirais, anticoagulantes, antiarrítmicos e estabilizadores de humor.


Procedimentos químicos frequentes

Alguns procedimentos como escova progressiva, coloração e outras químicas podem ser um risco para o cabelo. Além de alterarem a estrutura natural dos fios, determinados produtos podem entrar em contato com o couro cabeludo, podendo causar irritações e alergias que resultam na queda.


Como prevenir a queda de cabelo?

Além de evitar o estresse, procedimentos químicos e o uso de alguns medicamentos - quando possível -, é preciso investir em uma alimentação rica em vitaminas e nutrientes, que auxiliam no processo de complementação do cuidado capilar, como:

  • Vitamina A: cenoura crua ou cozida, batata doce, manga, leite de vaca, ameixa;

  • Vitaminas do complexo B: ovo, leite e derivados, ostra, atum e salmão;

  • Vitamina C: laranja, limão, morango, caju, kiwi, tomate, pimentão, mamão;

  • Ferro: fígado bovino, feijão, lentilha, beterraba, espinafre, nozes, amêndoas, tofu;

  • Zinco: camarão, carne bovina e de frango, castanha, semente de abóbora.

Vale ressaltar que a melhor forma de garantir um bom tratamento para a queda capilar é identificando a causa, por isso, procurar um médico dermatologista para realizar uma avaliação adequada é o mais indicado.


Gostou da matéria? Compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a se informarem mais sobre o assunto.



Posts recentes

Ver tudo