9 dúvidas frequentes após a vacinação contra a Covid-19

Desde o início do Programa de Imunização Nacional contra a Covid-19 até maio deste ano, mais de 51 milhões de brasileiros já receberam pelo menos a 1ª dose da vacina, de acordo com o Mapa da Vacinação. E, com isso, muitas perguntas têm surgido sobre os cuidados gerais que devemos tomar após a mesma. Para esclarecer tudo sobre o tema, evitando o surgimento e disseminação de notícias falsas, vamos responder às dúvidas mais frequentes sobre pós-vacinação, com base nas informações obtidas por meio dos órgãos de saúde oficiais. Confira!

  1. Após a primeira dose da vacina, eu já estou imunizado?

  2. Qual a eficácia das vacinas?

  3. Quais são os efeitos colaterais da vacina?

  4. Quem tomou a vacina pode pegar ou transmitir a Covid-19?

  5. Por quanto tempo a vacina funciona?

  6. Pode tomar outra vacina junto com a Covid-19, como a da gripe?

  7. Posso beber depois de ser vacinado?

  8. Posso doar sangue depois de ter me vacinado?

  9. Quais são os cuidados que devo ter após ser vacinado?


1. Após a primeira dose da vacina eu já estou imunizado?

A resposta é não! Os imunizantes disponíveis no país, Coronavac, Pfizer e AstraZeneca/Oxford, só garantem a imunização 14 dias após a segunda dose da vacina. Além disso, é importante ressaltar que as vacinas não possuem efeito imediato, pois o organismo leva um tempo para criar imunidade necessária contra o vírus.


2. Qual a eficácia das vacinas?

Antes de tudo é preciso informar que nenhuma vacina fabricada até o momento tem eficácia de 100%, mas todas têm se mostrado fortes aliadas no combate à doença, impedindo que a maior parte das pessoas contaminadas tenham a forma mais grave da Covid-19. Confira a eficácia de cada uma:

  • A vacina do laboratório Pfizer/BioNTech, na última atualização dos resultados, mostrou uma eficiência global de 95%.

  • A AstraZeneca, em parceria com a Fiocruz, De acordo com os estudos publicados, sua eficácia geral é de 82% com um intervalo de 3 meses entre duas doses. Mais recentemente, dados divulgados pelo governo britânico apontam para 90% de proteção após as duas doses.

  • A CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a Sinovac, tem eficácia geral de 50,38%. A revista científica The Lancet, num estudo recém enviado ao cientistas do Butantan, afirma que o imunizante se mostrou eficaz entre 83,7% e 100% dos casos moderados e graves. Portanto, a CoronaVac teria a capacidade de reduzir a maioria dos casos que exigem algum cuidado médico.

3. Quais são os efeitos colaterais da vacina?

Na maioria dos casos, as reações são classificadas em leves e moderadas. Entre os efeitos, é comum algumas pessoas apresentarem reações locais ou pelo restante do corpo, como dor, vermelhidão, inchaço e sensibilidade no local da aplicação, assim como também pode causar fadiga, dor de cabeça, dor muscular, náuseas, febre e calafrios.


4. Quem tomou a vacina pode pegar ou transmitir a Covid-19?

Sim. Caso você seja exposto ao vírus antes do seu organismo ter criado a imunidade necessária, é possível que você contraia a doença, mas a probabilidade de apresentar sintomas graves ou até risco de internação é consideravelmente menor. Já aqueles que tomaram a segunda dose, caso se contaminem, são mais propensos a apresentar sintomas leves ou nenhum. Em todos os casos, a pessoa ainda pode transmitir a Covid-19, mesmo que a carga viral seja menor.


5. Por quanto tempo a vacina funciona?

No momento, não há um estudo que comprove o tempo de proteção contra a Covid-19. É preciso aguardar os resultados da imunização em massa para que se possa chegar a uma resposta definitiva. Porém, há indícios de que será necessário tomar reforços da vacina sazonalmente, assim como acontece com a gripe.


6. Pode tomar outra vacina junto com a Covid-19, como a da gripe?

Uma vez que não há estudos sobre a administração dos dois imunizantes juntos, não é recomendada a aplicação das duas vacinas simultaneamente. Após receber a primeira dose ou segunda da vacina contra a Covid-19, é necessário aguardar um intervalo mínimo de 14 dias para tomar a da gripe ou vice-versa. Caso não respeite esse intervalo, a probabilidade do efeito da vacina ser reduzido ou não agir como o esperado é grande.


7. Posso beber depois de ser vacinado?

De acordo com a pesquisadora da Fiocruz, Margareth Dalcolmo, a bebida alcoólica não tira a eficácia da vacina contra a Covid-19. Contudo, é importante ressaltar que o uso crônico e abusivo de álcool pode enfraquecer o sistema imunológico, trazendo diversos prejuízos à saúde e à vida.


8. Posso doar sangue depois de ter me vacinado?

Desde o início da vacinação contra a Covid-19, a Anvisa publicou uma nota para orientar os serviços de hemoterapia sobre os prazos de impedimento temporário para quem deseja doar sangue após o recebimento da vacina. Aqueles que receberam a vacina CoronaVac podem doar sangue 48h após a imunização. Já quem recebeu o imunizante AstraZeneca/Oxford ou Pfizer/BioNTech precisa esperar o intervalo de 7 dias. Caso você tenha reação, independente da vacina recebida, deve esperar o prazo de 7 dias após o desaparecimento dos sintomas.


9. Quais são os cuidados que devo ter após ser vacinado?

Mesmo após receber as duas doses da vacina, é necessário manter todas as medidas de prevenção, como:

  • Utilizar máscara facial corretamente, sempre ao sair de casa. A mesma deve cobrir o nariz e a boca e estar bem ajustada ao rosto, evitando entrada de ar.

  • Higienizar as mãos com álcool em gel 70% ou água e sabão.

  • Manter o distanciamento social.

  • Evitar locais aglomerados.

  • Não compartilhar objetos pessoais, como celulares, talheres, canetas e etc.

  • Limpar com álcool 70% superfícies e objetos.

Ressaltamos que a vacinação, além de ser considerada uma proteção a mais a quem já recebeu alguma das doses, é um instrumento de proteção coletiva que necessita disciplina e respeito. Por isso, continue seguindo todas as recomendações necessárias de prevenção e compartilhe essa matéria com seus amigos e familiares, para que os mesmos possam estar sempre bem informados.